Diocese de Petrolina recebe réplica jubilar de Nossa Senhora Aparecida

O presente, doado pelo Santuário de Aparecida à Diocese de Petrolina, faz parte das celebrações alusivas aos 300 anos do encontro da imagem da padroeira do Brasil nas águas do Rio Paraíba do Sul no ano de 1717, em São Paulo. A imagem será entronizada na capela do Palácio Diocesano, no centro de Petrolina como marco do tricentenário do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida. O local passará por reformas para acolher a imagem da santa.

A história de Nossa Senhora da Conceição Aparecida tem seu início pelos meados de 1717. Quando os pescadores Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves encontraram a imagem quebrada no Rio Paraíba. A imagem ficou com Filipe, durante anos, até que presenteou seu filho, o qual usando de amor à Virgem fez um oratório simples, onde passou a se reunir com os familiares e vizinhos, para receber todos os sábados as graças do Senhor por Maria. A fama dos poderes extraordinários de Nossa Senhora foi se espalhando pelas regiões do Brasil.

Em 1929 o Papa Pio XI declarou Nossa Senhora Aparecida Padroeira do Brasil,com os objetivos: o bem espiritual do povo e o aumento cada vez maior de devotos à Imaculada Mãe de Deus.

A réplica oficial da Imagem Jubilar de Nossa Senhora Aparecida foi recebida pelo padre Givanildo José, reitor do Seminário São José, em Petrolina e o padre Manoel Miguel reitor do Seminário João XXIII, em Recife, entregue pelas mãos do reitor do Santuário Nacional, o padre João Batista, CSsR.

Comentários estão fechados.